Sorteio no Ar!

Por , 8 de maio de 2011 18:42
Share

Tá lançado o sorteio!

Assim que eu atingir 129 seguidores no Twitter, vou sortear 1 filtro polarizador e um filtro UV, no diâmetro que o ganhador escolher. Como assim, 129 seguidores?? Ué, porque não? :) Precisa ser número “redondo”?

O envio será feito por PAC (Correios), sem custo para o ganhador.

Como participar??

1) Siga o Leandro Grassmann no Twitter

2) Copie o código CPL201105UV e twitte para que seus amigos também possam participar.

Assim que forem atingidos 129 seguidores, o sorteio será realizado.

O sorteio será realizado pelo sorteie.me e só participarão os seguidores de @lgrassmann que tiverem twittado o código acima.

Bora twittar, galera!

Share

Ensaio com Andrea

Por , 5 de maio de 2011 21:39
Share

Uma pequena amostra de um ensaio com minha esposa…

Share

Como manusear um rebatedor colapsível…

Por , 2 de maio de 2011 23:01
Share

Pra quem sempre quis saber como manusear (principalmente “fechar”) um rebatedor.

O vídeo abaixo é bem bacana.

Tudo bem que está em inglês, mas é praticamente visual.

Mesmo sem entender muito o que o ‘cidadão’ diz, dá pra aprender como usar o acessório.

Enjoy!

Share

[Review] Spy Angle Scope

Por , 2 de maio de 2011 20:56
Share
Segundo review “resgatado” de outros fóruns na Internet.
 
==================================================================================================
 
Esses dias atrás, surgiu um tópico numa comunidade do orkut, mostrando um vídeo de um equipamento diferente. Achei a idéia interessante, e resolvi comprar um pra mim, pra testar.Trata-se de um aparato parecido com um periscópio. Um tubo que se acopla na frente da lente, dotado de um espelho a 45 graus, de forma que se pode fotografar assuntos que estão a seu lado, sem chamar tantoa atenção.
Para uso em fotojornalismo parecia legal. Assim evita-se que o assunto principal fique inibido ao perceber que está sendo fotografado. 

Bom, vamos ao teste…
O equipamento pode ser visto nesta foto:
Imagem

A parte da esquerda possui uma rosca padrão para acoplamento nas objetivas. No meu caso, comprei um Angle Scope com rosca 72mm.
Ao centro vê-se o “furo” pelo qual se fotografa.
À frente, uma imitação de lente, para ajudar no disfarce.

Outro ângulo:
Imagem

A vista posterior permite visualizar o espelho. O espelho é de forma oval, e encontra-se a 45 graus em relação à frente da objetiva. Percebe-se mais claramente a rosca que permite acoplar o aparato à lente.

Ao acoplá-lo à frente da objetiva, a primeira coisa que se percebe é que o furo lateral não é tão visível quanto parecia quando se via o aparato pela primeira vez. Isso fica bem claro na foto abaixo:
Imagem

Se a pessoa que estiver sendo fotografada estiver um pouco distraída, nem perceberá o furo lateral. Até aqui, a idéia parecia excelente.

Mais uma vista da lente com o Angle Scope acoplado:
Imagem

A imagem a seguir mostra o aparato desmontado, e fora da lente.
Imagem

À esquerda está a lente.
Ao meio, um anel. Rosca padrão do lado esquerdo, para acoplamento na lente. Encaixe no lado direito, para encaixe no aparato.
Este encaixe existente entre o anel e o aparato permite que se “gire” a parte da frente livremente. Assim você pode utilizá-lo para fotografar assuntos à direita, à esquerda, e até para cima e para baixo. O encaixe não é tão preciso assim, e existe uma “folga”. Isso faz com que o aparato nem sempre fique alinhado com a lente. É necessário ficar checando o tempo todo…
A foto abaixo demonstra como ocorre esta “rotação” axial:
Imagem

Vamos aos resultados…
A primeira foto foi tirada em 17mm, limite inferior da minha objetiva:
Imagem

Como se percebe, a árte útil da foto é só a parte central. Todo o resto não serve pra nada. A lente acaba captando a área ao redor do espelho. Assim, um lado fica escuro, e o outro capta imagens direto do exterior do tubo.
Não é necessário nem ressaltar que as imagens captadas pelo equipamento são 100% espelhadas. Isso é bem fácil de resolver depois no tratamento.
O que eu não consegui entender foi essa distorção apresentada no canto direito inferior da foto. Esta parte não foi refletida pelo espelho. É a imagem captada diretamente do exterior do tubo. A lente não distorce tanto assim quando está sem o tubo. Vejam:
Imagem

A foto seguinte foi tirada no extremo tele da objetiva, 70mm:
Imagem

O enquadramento melhorou muito. A parte das bordas ainda enquadra alguma coisa do tubo, causando uma espécie de vinheta.
Como a intenção é utilizar para fotojornalismo, tudo bem. Trabalha-se com um enquadramento maior, e cropa-se depois.
O que me chamou a atenção foi outra coisa, todo o lado esquerdo da foto está borrado, fora de foco.
Vejam:
Imagem

Não tinha entendido o porque desta distorção. Cheguei a pensar que era a tal “folga” entre anel e tubo. Testei várias vezes, alinhando o tubo, e nada de melhora. Descartei efeito de profundidade de campo, pois as fotos foram tiradas de perto, e com abertura do diafragma f/5.6.
Depois de muito procurar, olhando o espelho a olho nu, percebi que um lado do espelho está ruim, distorcendo bem a imagem. É bem visível a olho nu.
Conclusões:

- O conceito é bem interessante. Permite que se fotografe sem despertar atenção;
- A qualidade do material fica a desejar. O tubo não encaixa tão bem no anel central. A rosca de metal que prende o aparato à objetiva é colada a este anel. No meio dos testes, chegou a soltar-se… Resolvi colando com Super Bonder e toquei os testes em frente;
- A imagem aparece invertida, devido ao uso de somente 1 espelho;
- O uso de tele faz com que se use somente a parte central do espelho, diminuindo o efeito vinheta, e evitando de se utilizar as bordas do espelho;
- O espelho do equipamento que testei não é bom. Distorce praticamente 50% da área;
- O uso do aparato requer treinamento. É bem difícil saber pra que lado se movimentar e girar o tubo. No início a gente fica bem perdido, depois acaba se acostumando.

Ainda vou tentar substituir este espelho, e ver se consigo utilizar o equipamento.

Outra informação que acabei esquecendo no início do review. O equipamento custou US$27,00, e pode ser encontrado no Ebay. Basta digitar “Spy Angle Scope”

==================================================================================================

Comentário após quase 2 anos como o equipamento em casa: Nunca consegui trocar o espelho. O equipamento é frágil, parece que vai quebrar se tentar descolar o espelho. Resumo: Dinheiro jogado fora! Eu não o compraria de novo.

Share

[Review] Wide Converter 0,45x

Por , 2 de maio de 2011 20:47
Share

Este review foi publicado originalmente no Curitiba Foto e no Mundo Fotográfico.

Estou deixando transcrito por aqui como uma forma de deixar minhas publicações todas em uma só fonte, facilitando a consulta.

==================================================================================================

Quem me conhece sabe que sou curioso, e sempre procuro alternativas baratas que resolvam os problemas que encontramos no dia-a-dia. Vivo “fuçando” em sites de reviews, buscando informações. Mas, nem sempre nos é possível obter as informações na internet. Quer seja porque não é interessante a algum grupo que isso seja divulgado, quer seja porque ainda não está disponível. Adotei a postura de sempre buscar soluções simples e baratas, desde que atendam às minhas necessidades e expectativas.

Resultado disso é que sempre estou comprando “bugigangas” por aí. Mercado Livre, Ebay, Classificados de fóruns, etc… Alguns produtos realmente valem o que se paga, outros não.

Dentro de minhas possibilidades e conhecimento, tenho testado os produtos que tenho adquirido. E, a partir de hoje, postarei os resultados, como forma de contribuição e disseminação de conhecimento. Postarei os resultados positivos, assim como os negativos. Espero assim dividir o que aprendi e observei durante o teste.

Vamos ao primeiro review… :smile:

==================================================================================================

Tempos atrás resolvi comprar um “wide converter”, ou seja, uma lente que vai acoplada na rosca da objetiva, e promete transformar uma lente qualquer em grande angular. (fator de transformação = 0,45x, ou seja, uma 20mm se tornaria uma 9mm). Lentes como essas são encontradas “aos baldes” no Ebay… A maioria são de fabricantes como Mercury e Massa, e outras tantas marcas chinesas…

Paguei cerca de US$24,00 entregue no Brasil. Pelo custo, já dava pra imaginar que não podia se tratar de um equipamento de primeira linha. Mesmo assim, resolvi comprá-la e testá-la.

O equipamento em questão é mostrado na foto abaixo:
É composto por 2 partes, uma lente macro (que, sinceramente nem testei depois dos resultados do wide converter), e o wide converter propriamente dito. Para usar somente o filtro macro, é só rosqueá-lo na objetiva. Já para usar o wide converter, é necessário que a lente macro seja rosqueada na objetiva, e o wide converter na lente macro.

Pois bem, os resultados…
Abaixo, a primeira foto foi tirada com a lente 18-55mm do kit da minha Canon, na menor distância focal (18mm):

A foto a seguir foi tirada com a mesma 18-55mm, também em 18mm, mas com o wide converter acoplado:
Considerações:
- O wide converter realmente amplia o escopo visível, permitindo enquadrar mais objetos em uma foto;
- Seu uso faz com que as fotos tenham uma distorção maior nas bordas. Até aí, nada de anormal, toda grande angular faz isso;
- A aberração cromática é violenta. Gritante! Nas bordas, sem qualquer ampliação, é possível visualizar a aberração cromática nos intervalos da cerâmica (azulado), na lateral da churrasqueira (verde), entre outros objetos. No suporte de rede, chega a distorcer tanto, que fica até difícil identificar o objeto.

Para uma melhor visualização da distorção, vejam o canto superior esquerdo, ampliado:
Experimentei utilizar o wide converter em distâncias focais maiores, para verificar se a aberração cromática se fazia presente. Uma situação dessas é inútil na prática. Afinal, pra que eu quero um wide converter pra usar em distâncias focais maiores, e obter uma distância focal que minha lente já me fornece? Mas enfim, para efeitos de teste, a imagem obtida é esta:

Percebe-se nas bordas que há bastante aberração cromática.

Resultados:
- O wide converter realmente aumenta o campo de visão;
- Possui bastante aberração cromática, principalmente nas bordas;
- A parte “útil” da foto acaba sendo somente a mais próxima ao centro. Daí não se justifica o uso de uma lente para aumentar o campo de visão, e depois jogar fora tudo o que se ganhou de campo de visão.

Conclusão:
- Não se justifica o uso de uma lente dessas. Os resultados são sofríveis;
- Melhor economizar e comprar uma lente decente;
- Pelo preço baixo, nem dava pra esperar coisa muito melhor do que isso…

Condições em que o teste foi feito:
- ISO 800
- 1/30s
- f/5.6

Experimentei utilizar f/8, f/11, e até f/16 para ver se a aberração cromática diminuia, mas os resultados ainda assim foram bem ruins.

Share

Um pouco do meu trabalho

Por , 2 de maio de 2011 19:40
Share

Essas fotos são um pouco antigas, mas já que estou começando a “povoar” o blog…

Aproveito e mostro um pouco do meu trabalho.

Retratos…

Share

Bem-vindos!

Por , 2 de maio de 2011 02:27
Share

Este blog destina-se principalmente (mas não exclusivamente) à divulgação de trabalhos fotográficos de minha autoria.

Também publicarei testes de equipamentos, reviews, esquemas de luz que utilizei e outros assuntos relativos à atividade fotográfica.

Fiquem à vontade para navegar, comentar, palpitar. :)

Share

Panorama Theme by Themocracy